Significado do ciclo do nitrogênio

O que é o ciclo do nitrogênio:

O ciclo do nitrogênio é denominado cada um dos processos biológicos (de plantas, animais e microrganismos) e abióticos (luz, pH, características do solo, entre outros) nos quais se baseia o fornecimento deste elemento nos seres vivos.

O nitrogênio é um elemento químico que se move lentamente ao longo de um ciclo através do qual pode ser absorvido pelos seres vivos (animais e plantas), bem como pelo ar, água ou terra.

Por isso, o ciclo do nitrogênio é um dos ciclos biogeoquímicos mais importantes para a manutenção do equilíbrio da biosfera terrestre.

Deve-se destacar que o nitrogênio é o elemento químico mais abundante na atmosfera e um elemento básico para os seres vivos, pois permite a elaboração de aminoácidos, DNA e proteínas.

No entanto, uma boa porcentagem de seres vivos não pode aproveitá-lo sem ter completado o ciclo, exceto por microrganismos especializados, como algas ou bactérias.

Conseqüentemente, para que o nitrogênio seja absorvido pelos seres vivos, as plantas e bactérias responsáveis ​​pela fixação do nitrogênio devem intervir para incorporá-lo ao solo, de modo que possa ser usado por animais e plantas antes de se transformar em gás nitrogênio e retornar à atmosfera.

Veja também o significado de Ciclos de nitrogênio e biogeoquímicos.

Processo do ciclo do nitrogênio

O ciclo do nitrogênio consiste em vários processos que devem ser realizados para que o nitrogênio possa ser utilizado pelos seres vivos.

Por isso, o ciclo do nitrogênio se desenvolve após um processo de etapas bem definidas, que inclui processos físicos, químicos e biológicos.

Fixação biológica

Os seres vivos não conseguem absorver o nitrogênio no estado gasoso como ele se encontra na atmosfera, por isso deve ser transformado em nitrogênio orgânico, o que se consegue por meio da fixação biológica por meio de bactérias simbióticas que vivem nas plantas e absorvem o nitrogênio obtido pelo solo.

O nitrogênio chega ao solo por meio da energia liberada pelos raios que são liberados por tempestades elétricas, enviando nitrogênio de volta ao solo por meio da precipitação.

Cadeia alimentar

O nitrogênio entra na cadeia alimentar assim que os vegetais e plantas o obtêm do solo; daí vai para os animais herbívoros e destes para os carnívoros.

Ammonificação

Refere-se à transformação química do nitrogênio que era consumido e absorvido por plantas e animais, que, uma vez mortos, se decompõem e liberam o nitrogênio amoniacal.

Nitrificação e desnitrificação

Nesse processo, o nitrogênio amoniacal fica novamente contido no solo e é utilizado pelas plantas como nitrogênio nítrico (nitrificação).

No entanto, esses nitratos podem retornar à atmosfera por desnitrificação (quando o nitrato é reduzido a gás nitrogênio) ou por lixiviação (por dissolução na água) e atingindo lagos e rios.

Ciclo do nitrogênio e atividade humana

Existem várias atividades humanas que afetam negativamente o ciclo do nitrogênio.

Por exemplo, fertilizar excessivamente os solos, cortar árvores, cultivo intensivo, usinas termelétricas ou combustível veicular afetam significativamente este ciclo porque afeta os níveis de nitrogênio no estado natural e gera níveis mais elevados de poluição.

Tag:  Expressões Populares Religião E Espiritualidade Em Geral