13 características do neoliberalismo

O neoliberalismo é uma teoria sobre as práticas político-econômicas que surgiu na segunda metade do século XX a partir do liberalismo do século XIX. Para entender o que é e como difere do liberalismo, é necessário revisar suas características mais importantes a seguir.

Propriedade privada, mercado livre e comércio livre

O neoliberalismo mantém os fundamentos do liberalismo, que se resumem na propriedade privada, mercado livre e livre comércio. Onde estaria a diferença? Para alguns especialistas, a diferença seria que o neoliberalismo absolutiza o crescimento econômico ao torná-lo um objetivo em si mesmo, o que deixa de lado o discurso moral reformista do liberalismo clássico.

Política de "deixar ir" (laissez faire)

Laissez Faire É uma expressão francesa que significa "deixar ir" e era usada por liberais que temiam que o Estado atuasse como uma entidade repressora em matéria econômica. O neoliberalismo sugere que o Estado não deve nem mesmo atuar como interventor, mas sim estimular o desenvolvimento do setor privado empresarial.

Críticas ao intervencionismo estatal

De acordo com David Harvey em seu livro Breve história do neoliberalismo, a teoria neoliberal afirma que o Estado é incapaz de prever o comportamento da economia e de impedir “grupos de interesse poderosos de distorcer e condicionar essas intervenções estatais” (Harvey, 2005). Em outras palavras, o neoliberalismo se justifica com o argumento de que o intervencionismo favorece a corrupção. O neoliberalismo também aponta para o paradoxo de o Estado não estar sujeito a nenhum tipo de controle social.

Você pode gostar:

  • Liberalismo.
  • Neoliberalismo.

Repensando o papel do Estado

O único papel do Estado na economia, segundo o neoliberalismo, deve ser o de criar um arcabouço jurídico que favoreça o mercado. Em outras palavras, não se opõe ao próprio Estado, mas busca limitá-lo ao propósito de crescimento do negócio privado, baseado no estímulo e na arbitragem da concorrência. Portanto, o neoliberalismo permite que a ação do Estado controle o monopólio, o salão e sindicatos de trabalhadores.

Mercado livre

O neoliberalismo considera que o mercado livre é o único capaz de garantir a alocação de recursos mais adequada com base no crescimento econômico. Desse ponto de vista, a única forma de o mercado se regular é por meio da livre concorrência.

Privatização de empresas estatais

A privatização das empresas estatais é outro dos alicerces do neoliberalismo, não só no que diz respeito aos setores produtivos, mas também no que diz respeito aos serviços de interesse público como água, eletricidade, educação, saúde e transportes, entre outros.

Indivíduo como força de produção

O neoliberalismo vê os indivíduos como a força produtiva da ordem econômica, o que o confronta com o liberalismo, que se preocupava com o pleno desenvolvimento das capacidades dos sujeitos e não apenas com potencialidades econômicas abstratas.

Ética de mercado

O neoliberalismo está armado sobre uma ética de mercado, isto é, sobre a concepção do mercado como um absoluto, como um princípio regulador da ordem e do comportamento social ao qual todos os aspectos da vida foram submetidos e para o qual todos devem ser orientados, desde o material. aspectos aos imaginários (culturas, interesses individuais, sistemas de crenças, sexualidade, etc.).

Livre circulação de mercadorias, capitais e pessoas

O neoliberalismo propõe a livre circulação de bens, capitais e pessoas, o que de alguma forma desafia os limites e controles do Estado nacional em termos da economia. O neoliberalismo está enraizado, assim, na globalização. Nesse cenário, os limites e escopo de responsabilidades e mecanismos de distribuição de riqueza tornam-se porosos.

Pode interessar a você: globalização.

Prioridade do mercado mundial sobre o mercado interno

Por se basear no livre comércio, o neoliberalismo prioriza o mercado internacional sobre o interno. Isso implica, entre outras coisas, que favorece os investimentos estrangeiros em detrimento dos nacionais, que, por um lado, geram movimentos de capitais, mas, por outro, provoca desequilíbrios importantes na distribuição do poder.

O crescimento econômico como objetivo fundamental

O neoliberalismo tem como objetivo fundamental o crescimento econômico, interesse que domina qualquer outra área do desenvolvimento social. Este se torna o centro de referência e orientação das políticas econômicas.

Desinteresse na igualdade social

Ao contrário do liberalismo clássico, o neoliberalismo desconfia da busca pela igualdade social, pois considera que as diferenças sociais são o que torna a economia mais dinâmica.

Relativização do valor da democracia

O neoliberalismo percebe a democracia como uma circunstância histórica, mas não a concebe como um projeto inerente de liberdade econômica. Nesse sentido, ele entende que a liberdade a que recorre transcende o imaginário político da democracia. Em outras palavras, poderia haver neoliberalismo sem democracia.

Tag:  Tecnologia-E-Inovação Em Geral Provérbios E Provérbios